Selecione a Página


Por R$ 65.990, jipinho segue como alternativa acessível a trilheiros

Parece inacreditável, mas cerca de 80% das estradas do Brasil não são pavimentadas. Além disso, muitas cidades em nosso país são topograficamente complexas, cheias de morros, subidas, descidas, sejam asfaltadas ou não. 

Faria muito sentido, portanto, a oferta de carros com tração 4×4 a preços acessíveis para quem frequenta este tipo de região, certo?

Pois existem poucos

A Renault, entre as marcas consideradas “grandes”, é uma das únicas que mantém uma opção próxima a essa realidade, (ainda) disponibilizando a seus clientes o Duster com tração integral (motor 2.0 e câmbio manual por salgados R$ 86.620).

Abaixo dele, longe dos quase R$ 90 mil, só existe uma opção de veículo zero quilômetro com esse sistema de tração: o pequenino Suzuki Jimny, nacional, que custa entre R$ 65.990 e R$ 71.990.

Não é barato para um carro com projeto de construção de mais de 40 anos e acabamento espartano, mas… É o único que existe com essa característica. Equipado com motor 1.3 de 16V, câmbio manual de cinco velocidades e opção de marcha reduzida, o Jimny é de longe o carro vendido em série com tração nas quatro rodas mais barato do mercado.

Mas será que ele suporta essa pressão e aguenta o tranco na hora do aperto? Para responder a essa pergunta, chamamos um especialista no assunto. Confira na vídeo-reportagem que abre essa nota.



Source link